WEB News
15 ANOS

Versão digital do Jornal Impresso INTECH News

Setembro, Outubro e Novembro de 2013 / Ano3 / Número 12

EDITORIAL
+

15 MARCOS
+

DEPOIMENTOS
+

EDITORIAL

Uma empresa de engenharia que completa 15 anos

Entre os vários conceitos da engenharia, dois podem ser lembrados para falar dos 15 anos da INTECH: primeiro a aplicação do engenho, também conhecido como habilidade inventiva. O segundo é a capacidade de materialização de uma ideia em realidade. Ambas podem ser comprovadas pela década e meia de atuação da companhia que, aliás, tem o termo engenharia como sobrenome: INTECH Engenharia. O conhecimento acumulado, no entanto, extrapola o tempo de comemoração. Estamos falando do know how de seus colaboradores, o principal ativo da empresa. A experiência em projetos e em campo é muito anterior à data de criação em 1998. Ao estabelecer a INTECH os dois sócios fundadores, José Eduardo Jardim e Carlos Fugazzola Pimenta, já traziam um currículo sólido e passagens por respeitados grupos.

A própria formação de ambos traduz a sinergia que marca o empreendimento, ou seja, a complementaridade entre o conhecimento da engenharia civil com a experiência da engenharia mecânica. Considerando esse e os outros aspectos listados acima, fica fácil entender como foi difícil listar 15 pontos de atenção da INTECH ao longo da década e meia de operação. Não se trata de uma linha do tempo, ano a ano, mas de peças de um quadro maior. Sozinhas elas tem um significado em si, mas juntas explicam a existência de uma empresa que tem o DNA de engenharia. Falando concretamente: ao invés de simplesmente fazer acordos internacionais para aplicar tecnologias de perfuração horizontal direcional (HDD) ou de materiais de proteção contra corrosão em grandes dutos metálicos para transporte de óleo e gás, a INTECH sempre se pautou por entender as técnicas e internalizá-las. Ao fazer isso, criou massa crítica local. E mais: desenvolveu a indústria brasileira e formou fornecedores.

Os 15 pontos destacados nessa edição validam esse pensamento em vários momentos. A veia empreendedora da INTECH pode ser verificada na experiência de vencer os desafios de montar uma operação de perfuração no Mato Grosso. Usando o HDD como técnica, antecedido por um sólido estudo geológico, a empresa não só executou a demanda em solo rochoso e na serra, como apresentou, junto com a parceira HDI, o projeto em congressos internacionais na França e Canadá. No país europeu, mais exatamente em Estrasburgo, a plateia formada por especialistas, aplaudiu de pé o engenheiro da INTECH.

O enfrentamento dos desafios pode ser comprovado por outros projetos, que incluem desde a instalação de tubulações de PEAD em solo de difícil estabilização, inclusive cruzando o canal de acesso ao Porto de Santos, como em obras onde até então o HDD não era padrão. Nesse último caso, a técnica foi empregada em trechos curtos de travessias no estado do Rio de Janeiro, substituindo métodos tradicionais, com ganho de tempo e de qualidade. E de forma sustentável. O mesmo pode ser dito do desenvolvimento de fluidos de perfuração, cujo aprendizado fornecido pelos fabricantes do material foi o primeiro passo para que a empresa passasse a internalizar o know-how e personalizasse ainda mais o conhecimento. A materialização de uma ideia em realidade igualmente aconteceu na adaptação da manta termocontrátil fabricada fora do Brasil e usada somente em operações onshore. Criando um triângulo entre seu cliente e o parceiro fornecedor, a INTECH consolidou uma nova aplicação para o produto: offshore e em altas profundidades e sendo homologada por uma das maiores petrolíferas do mundo. Ponto para a engenharia.

Os relatos poderiam se suceder quase que infinitamente. Mas o importante é tê-los como recortes de um quadro maior. E entender que eles explicam a empresa de hoje, com um sistema de gerenciamento integrado. Com isso queremos dizer que a engenharia, sempre importante para a INTECH, conecta-se sinergicamente com as outras áreas da empresa. Do departamento financeiro, que entende e sustenta o modus operandi de um projeto complexo, até a o laboratório de fluidos de perfuração, que conhece o detalhe da obra e a dedicação de seus colaboradores 24 horas por dia nos longínquos canteiros de obra. Isso explica porque não estamos falando apenas de uma companhia de serviços, mas sim de uma empresa de engenharia. Falamos da combinação – há muito respeitada – de engenho e arte.

Voltar ao Topo

15 MARCOS



Seria impossível resumir 15 anos em algumas paginas desse informativo . Então, optamos por estabelecer alguns marcos de nossa historia. Os pontos aqui destacados não estão listados ano a ano , mas assinalados em função do salto qualitativo que representaram para a INTECH. Separadamente eles já estão suficientemente instigantes, mas juntos formam um quadro ainda mais impressionante do avanço da engenharia nessa ultima década e meia. Na lista constam desde o inicio da adoção do HDD em mercados específicos ate empreendimentos como o etanolduto, passando por obras inovadoras dentro e fora da Brasil.

Empresa francesa tem projetos comuns com a INTECH no Brasil

Fundada em 1984, a Horizontal Drilling International (HDI), especializada em perfuração horizontal direcional, tem uma história em comum com a INTECH.

+

As duas empresas desenvolvem projetos no Brasil e fora do país adotando o método não-destrutivo que evita a abertura de valas. O começo da parceria, anterior à constituição da INTECH permitiu a oferta do HDD como alternativa técnica para a instalação complexa de dutos na área de óleo e gás. A transferência de tecnologia avançou ao longo de 15 anos e passou a envolver processos ainda mais sofisticados como a aproximação de praia (shore approach), sendo a mais recente o contrato firmado para a instalação de um duto de escoamento da Petrobrás em Anchieta (ES). Com 12 polegadas de diâmetro e 78 km de extensão total, o duto foi instalado para transportar a produção de gás dos Campos do Parque das Baleias até a Praia do Além. O método de perfuração horizontal direcional foi adotado principalmente pelas características do ambiente e pela necessidade de lançamento do duto no leito marinho, com uma extensão de perfuração em rocha que superou os 1.150 metros.

Berry Plastics expande oferta de produtos ao adquirir STOPAQ

O início da atuação da INTECH com produtos contra a corrosão data de 1998, quando a empresa começou a representar e distribuir os produtos Raychem com mantas termocontráteis para proteção contra corrosão de juntas soldadas de tubulações.

+

Com o passar dos anos, novos produtos foram agregados ao portfólio, como os revestimentos líquidos a base epóxi Powercrete, as fitas aplicáveis a frio para revestimento de múltiplas camadas Polyken e o sistema de proteção catódica por corrente impressa Anodeflex. Em 1999, a Tyco Plastics & Adhesives compra a Raychem. Em 2006, a Covalence compra a Tyco Plastics & Adhesives. No ano seguinte é criada a Berry Plastics Group, fusão da Berry com a Covalence e com isso as mantas termocontráteis levam o nome de Covalence Raychem. Posteriormente, a marca Raychem é retirada e os produtos mais populares do portfólio da INTECH passam a ter o nome Covalence Heat Shrinkable Products . Os outros produtos mantiverem as mesmas denominações. Em 2012, a Berry Plastics compra a holandesa Stopaq e cria uma nova empresa chamada Seal For Life, agregando os produtos Stopaq ao portfólio.

Travessia de montanhas marca obra do Gasoduto Bolívia-Cuiabá

O projeto de travessias em serras na região de Cáceres, em 1999 consolidou a vocação da INTECH. Em parceria com a HDI, a obra envolveu iniciativas inovadoras em uma área isolada do Mato Grosso: estudo geológico detalhado, ferramentas especialmente fabricadas...

+

para a ncessidade do projeto e a logística de transporte dos equipamentos, inclusive com uso de helicópteros. Mais importante foi a comprovação de uso do HDD sustituindo outras tecnologias convencionais. A INTECH executou três travessias de montanhas, cada uma com aproximadamente 900 m de extensão. A obra permitiu a instalação de dutos de aço carbono com diâmetro de 18 polegadas. Para atender ao diâmetro da tubulação, a perfuração final exigiu o uso de alargadores até que se atingisse o diâmetro de 30 polegadas. O trecho boliviano da tubulação começa na cidade de Rio Grande e estende-se por 557 km até Puerto Suárez, fronteira com o Brasil. Entrando em solo brasileiro por Cáceres (MT), o gasoduto segue até Cuiabá (MT). No total, são cerca de 700km. O projeto foi executado por um consórcio privado integrado pela Pantanal Energia, empresa responsável pela construção e operação da usina, e pelas construtoras e operadoras do gasoduto: GasOcidente pelo lado brasileiro, e GasOriente, do lado boliviano. Coordenado pelo geólogo Kazumi Miura, o estudo geológico teve grande repercussão em dois congressos internacionais – França e Canadá – além de participar do Rio Pipeline, no Brasil. Em Estrasburgo, a palestra foi aplaudida de pé pelos participantes.

Parcerias internacionais ampliam atuação da INTECH

As parcerias internacionais, iniciadas em 2001 são uma das marcas da INTECH, validada pelo relacionamento com a francesa HDI. E acontece em mão dupla.

+

O envio de técnicos para frentes internacionais, incluindo obras em diversos países como França, Geórgia, Holanda, Itália, Tunísia, Marrocos, Papua Nova Guiné e África do Sul, é um dos exemplos da qualidade da mão de obra desenvolvida em terras nacionais.

Os intercâmbios acontecem também no desenvolvimento de projetos na área de HDD e revestimentos para proteção de dutos, com o desenvolvimento de produtos para condições encontradas em trabalhos no Brasil, em especial para dutos submarinos. O compartilhamento de experiências inclui ainda fornecedores internacionais, cujos produtos são estudados e adaptados às condições brasileiras, caso de estudos de fluidos de perfuração, e mais recentemente com ferramentas de perfuração em rocha.

INTECH é pioneira no HDD com equipamentos de pequeno porte para mercado de óleo e gás

O desafio de substituir técnicas tradicionais como boring machine marcou a contratação da INTECH para o projeto do GASDUCC II, em 2001, para obras de travessias e cruzamentos de pequeno porte utilizando HDD.

+

Tendo como cliente final a Petrobras, o projeto envolvia inicialmente 15 travessias, sendo expandido posteriormente para 63 com o sucesso da iniciativa. Ao adotar o HDD, a INTECH mostrou que era possível utilizar a técnica do HDD em empreendimentos desse tipo, independentemente da localização do canteiro. Alternativamente aos recursos dos métodos convencionais - como cavalote para travessias de rios – o HDD firmou-se pela qualidade técnica, prazo mais curto e minimização dos impactos no meio-ambiente.

INTECH é líder na execução de shore approach

As obras de shore approach, também conhecidas como aproximação de praia, tornam a INTECH Engenharia pioneira no Brasil.

+

De acordo com o diretor comercial Carlos Pimenta, a atividade é caracterizada pelo forte apelo ambiental, proteção dos dutos na zona de arrebentação e pela alta especialização em engenharia, exigindo precisão na execução e mínima intervenção no ecossistema marítimo. O executivo ressalta que o shore approach é uma obra complexa, que exige o conhecimento detalhado da geologia local, domínio da técnica de perfuração e perfeita coordenação com os recursos marítimos.

“Do ponto de vista ambiental, ele minimiza consideravelmente o impacto na região de praia e na arrebentação. Adicionalmente, todos os produtos empregados tem que ser biodegradáveis e não interferirem no meio-ambiente”, completa. No Brasil, três grandes obras de shore approach fazem parte do histórico da INTECH, todas localizadas no Espírito Santo, o primeiro deles em São Mateus, no projeto Terminal Norte Capaixaba - TNC com a instalação de 2 dutos de Ø16” com 700m de comprimento. O segundo em Regência no projeto Camarupim com a instalação de 1 duto de Ø24” de extensão de 887m. A maior delas em extensão, realizada em 2009, consistiu na implantação de uma linha de dutos de carbono com diâmetro de 12,75 polegadas, destinado ao transporte de gás, na zona de aproximação de praia no Campo de Jubarte. A aproximação de praia faz parte da obra do gasoduto de 1,2 km, de propriedade da Petrobras, e que interliga os campos de produção do Parque das Baleias até a praia do Além, nas proximidades de Anchieta.

Ampliação das malhas de gasoduto no Nordeste e Sudeste tem participação da INTECH

Contratada, em 2006, para instalar parte da tubulação da malha Nordeste de distribuição de gás da Petrobras, a INTECH adotou a ilha de Mauros no Rio São Francisco como base da interligação dos dutos.

+

Além de facilitador técnico, a presença da ilha uniu dois estados – Alagoas e Sergipe – reforçando ainda mais a tradição do Rio da Integração Nacional. A travessia marca a presença da INTECH como participante do projeto de criação de um sistema interligado de fornecimento de gás natural, similar à integração da transmissão de energia no setor elétrico.

Em março de 2010, a Petrobras inaugurou o Gasoduto de Integração Sudeste-Nordeste (Gasene), maior gasoduto em extensão construído no Brasil nos últimos dez anos. Com 1.387 quilômetros e capacidade para transportar até 20 milhões de m³ de gás natural por dia, a rede de gasodutos vai do Rio de Janeiro à Alagoas, interligando a malha de gasodutos Centro-Oeste-Sul-Sudeste à do Nordeste. Segundo a Petrobras, os 20 milhões de m³ diários correspondem ao dobro do consumo médio do Nordeste em 2009, de 9,8 milhões de m³ por dia.

INTECH viabiliza dragagem do canal de acesso ao Porto de Santos

Empresa privada responsável pelo fornecimento de água no litoral paulista, a Water Port contratou a INTECH para a instalação de cerca de 1,1 km de dutos de polietileno de alta densidade (PEAD) de adutoras junto ao canal do porto de Santos.

+

O desafio para permitir as ações de dragagem do canal de acesso ao Porto de Santos levou à escolha do HDD para aprofundar a instalação da tubulação em solo de difícil estabilização para não interferir na dragagem do canal. Com base em estudos geológicos detalhados e experiência com HDD, a INTECH executou a obra, conjugando alargamento e puxamento da tubulação numa só operação. (2007)

Exploração de petróleo com HDD

O avanço técnico do HDD no Brasil não se limita à sua aplicação em instalação de dutos. A operação pioneira de perfuração de seis poços de petróleo em reservatórios rasos no Campo de Dom João Mar, da Petrobras, por meio de um contrato de cooperação, é outro exemplo de inovação.

+

Os equipamentos avançaram na execução de poços de 1,5 mil e 3,6 mil metros e marcaram uma nova etapa para a INTECH. (2007). A utilização da sonda Cross Rig (sonda de travessia), impede que as águas do manguezal e litoral da cidade baiana sejam atingidas pela presença pela atividade dos equipamentos instalados nos poços de petróleo, uma vez que todos os poços foram perfurados partindo de uma única base em terra, avançando em direção ao mar. No antigo modelo de exploração e produção, os poços de Dom João eram perfurados e depois produziam em instalações no alto mar.

Integração marca o projeto do Cluster de Bionergia

O Cluster de Bionergia tem a INTECH como um dos fundadores e acionistas desde 2008, o que marca a diversificação de negócios da INTECH, sem abrir mão de aspectos sinérgicos.

+

Baseado no Mato Grosso, o complexo que será formado três usinas de etanol e três termelétricas, estas últimas alimentadas com bagaço de cana de açúcar. Envolvendo vários sócios, o Cluster está alinhado com modelos de negócios internacionalmente reconhecidos, a começar pela produção de energia renovável e ambientalmente sustentável. A sinergia com as atividades atuais da INTECH incluem o know-how de engenharia, inclusive a construção e instalação de dutos.

As usinas serão construídas nas cidades de Barra do Garças, Água Boa e Nova Xavantina, no estado do Mato Grosso. A capacidade de moagem de cada uma das usinas alcançará 4,7 milhões de toneladas de cana de açúcar processadas. Além da produção, um fator importante da biorrefinaria são as alternativas para escoamento da produção do etanol, por rodovias, ferrovias e por meio do alcoolduto que está sendo construído, ligando os produtores do Centro-Oeste ao centro de distribuição de Paulínia (SP) e o porto de Santos (SP). A INTECH participou da construção de travessias do trecho Paulínia – Ribeirão Preto do projeto, bem como executará novas travessias no trecho Ribeirão Preto-Uberaba, que deve estar concluído em 2014.

Certificações diferenciam a INTECH Engenharia no mercado

A excelência em engenharia alcançada pela INTECH foi consolidada com um conjunto de certificações nas áreas de qualidade - ISO 9001, atestando o alto nível de seus processos e serviços, meio-ambiente - ISO 14001, que estabelece diretrizes sobre a área de gestão ambiental e OHSAS 18001, que retrata a preocupação da empresa com a integridade física de seus colaboradores e parceiros.

+

Tendo recebido a certificação da Rina Brasil, em 2009, após a comissão de vistoria atestar a eficiência da empresa em todos os critérios avaliados a empresa passou a integrar os parâmetros no Sistema de Gestão Integrado (SGI). O recurso adota indicadores pré-determinados pela diretoria da empresa, monitorando-os constantemente. A participação ativa de áreas distintas como a produção, logística e administrativa-financeira alimenta o SGI e criam uma inteligência combinada com outros departamentos.

Gasduc III é o gasoduto de maior diâmetro do Brasil

A execução de um furo direcional para a obra do gasoduto Cabiúnas-Reduc III, em 2009, na região de Macaé (RJ), compreendeu o maior projeto de HDD conjugando diâmetro e extensão no Brasil.

+

O alargamento do furo para a instalação do duto precisou ser feito com diâmetro de 54 polegadas. Realizado em terreno arenoso e de difícil estabilização, o projeto exigiu que a INTECH extrapolasse o conhecimento convencional sobre fluidos de perfuração. Com isso, a empresa criou uma área específica nesse segmento, com laboratório próprio, engenheiro e técnicos focados no assunto, além da parceria com uma empresa especializada em fluidos de perfuração. A internalização do conhecimento permite que a empresa otimize a contribuição dos fabricantes do produto e adapte, de forma rápida, as características dos fluidos de perfuração à cada projeto em campo.

Em fevereiro de 2010, a Petrobras inaugurou o gasoduto. Maior gasoduto em diâmetro da América do Sul, com 38 polegadas, o Gasduc III ainda conta com a maior capacidade de transporte entre os gasodutos brasileiros, de 40 milhões de m³ por dia. Com 179 km de extensão, a obra teve investimentos de R$ 2,54 bilhões. Localizado no Rio de Janeiro, entre Macaé e Duque de Caxias, o gasoduto aumenta a flexibilidade de oferta e a capacidade de transporte para atender o mercado do Sudeste. Com ele é feito o atendimento pleno de gás natural para as usinas Mário Lago, Barbosa Lima Sobrinho, Leonel Brizola e Norte Fluminense. Juntas, essas quatro termelétricas tem capacidade para gerar cerca de 3.221 MW médios. Além disso, o Gasduc III pode transportar o gás natural produzido nas bacias de Campos e Espírito Santo e o gás importado da Bolívia, que chega ao estado fluminense por meio dos gasodutos Campinas-Rio e do Japeri-Reduc. O empreendimento também pode transportar o gás proveniente do Terminal de Regaseificação de GNL (gás natural liquefeito) da Baía de Guanabara.

Etanolduto transportará 20 milhões de m³ por ano

Recém-inaugurado no seu primeiro trecho – ligando a região produtora de cana de açúcar de Ribeirão Preto à refinaria de Paulínia (Replan), no interior de São Paulo - o etanolduto vai integrar 45 cidades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul em sua configuração final.

+

A INTECH participa da obra, contratada pelo consórcio construtor, e marca presença pelos desafios de travessias em solos rochosos dos rios Mogi Guaçu e Jaguari, além dos 12 cruzamentos de rodovias, para instalação de um duto de 24 polegadas.

Do principal ponto de armazenagem, em Paulínia (SP), o etanol será transportado para entrega nas Regiões Metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, além do Porto de Santos. Após ser concluído, o etanolduto terá capacidade de transportar 20 milhões de m³ de etanol por ano e armazenar de 1,2 milhão de m³ de etanol. No dia 12 de agosto último, os empreendedores inauguraram o primeiro trecho do duto, com 206 quilômetros de extensão. A primeira fase do projeto interliga o terminal terrestre de Ribeirão Preto à Refinaria do Planalto (Replan), na cidade de Paulínia.

Instalações e otimização de redes de energia elétrica por HDD

A necessidade de instalação de redes subterrâneas é uma demanda das concessionárias de energia. A distribuidora de energia AES Eletropaulo, que atende a Região Metropolitana de São Paulo, contratou a INTECH Engenharia para...

+

um escopo de serviços com duração de três anos, com prazo de finalização previsto para 2014. O contrato prevê uma série de obras de perfuração direcional para a instalação ou otimização da rede subterrânea de energia da concessionária. A área de cobertura da AES Eletropaulo, urbana e de grande concentração, exige uma metodologia diferenciada, que reúne os dados das redes subterrâneas fornecidos pela concessionária verificadas no local da obra pela INTECH, para definição do projeto de perfuração.

Os trabalhos de perfuração direcional ocorrem à noite e apenas em horários autorizados pela distribuidora. Fora destes horários, a INTECH não pode manter as máquinas no local de operação, o que exige a alocação de vários equipamentos em um curto período de tempo. Para a empresa, o projeto reforça a flexibilidade da empresa em trabalhar sob limitadores, usando o HDD como tecnologia que viabiliza o estabelecimento de redes subterrâneas de energia. Mais do que isso, a técnica está contribuindo com o avanço do Monotrilho paulista, que exigiu a substituição de redes aéreas de energia por infraestrutura enterrada.

Comgás utiliza métodos não-destrutivos para instalar gasodutos

Com a contratação pela Comgás para obras de instalação e substituição de redes no interior de São Paulo, a INTECH amplia seu escopo de atuação. E passa a executar os projetos de montagem como um todo, incluindo técnicas convencionais.

+

A especialização em HDD continua, mas a participação da empresa aumenta, incluindo montagem e soldagem das tubulações. A entrega engloba ainda os testes hidrostáticos, comissionamento e procedimentos para proteção dos dutos instalados. Ou seja, o DNA de engenharia mantém-se ativo com a realização de duas obras no interior paulista, o gasoduto Aguaí - São João da Boa Vista e a travessia sob o Rio Piracicaba em Piracicaba-SP, respectivamente com 6 e 10 polegadas de diâmentro.

Maior distribuidora de gás natural canalizado no Brasil, a Comgás responde por mais de 30% das vendas do produto no País. A companhia detém uma rede que supera os 9 mil km em toda a sua área de concessão e gera uma quantidade de empregos diretos e indiretos que ultrapassam 5 mil vagas. A empresa está investindo na expansão de sua infraestrutura subterrânea usando métodos não-destrutivos (MND), com destaque para o HDD. A técnica tem sido amplamente utilizada para a instalação de dutos de aço, polietileno de alta densidade (PEAD) e outros materiais. De acordo com a Comgás, os ganhos do uso do HDD incluem o baixo impacto no trânsito local e a diminuição drástica da geração de resíduos. Outro fator que incentiva o uso desse método pela concessionária é a redução no tempo da obra.

Voltar ao Topo

DEPOIMENTOS

A historia dos 15 anos da INTECH também contada por quem nos acompanha desde a criação da empresa.
Por essa razão resolvemos ouvir clientes , parceiros , colaboradores e formadores de opinião que tem contribuído para a construção da engenharia brasileira e nos acompanhado em projetos desafiadores.

Ao longo da varias edições do INTECH News temos registrados casos de sucesso , obras diferenciadas e inovações tecnológicas .Agora , esse espaço é ocupado também pela opinião de um grupo especial de profissionais.

● Afonso Mamede, Presidente da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema)

“A INTECH Engenharia caracteriza-se por estar sempre á frente, investindo em equipamentos de última geração, em novos métodos construtivos, na formação e na capacitação dos profissionais e no respeito e na ética profissional. Nesta trajetória de 15 anos, vem ampliando sua atuação e conquistando a confiança do mercado através da presteza no atendimento e da competência na execução de suas obras. A Sobratema orgulhosamente parabeniza toda equipe da INTECH, capitaneada pelos amigos Carlos Pimenta e Eduardo Jardim, pelo magnifico trabalho que vem desenvolvendo.”

● Denis Pellerin, presidente da HDI

“A parceria com a HDI remonta à década de 80 e influenciou a fundação da INTECH Engenharia. O crescimento tem sido a marca da união entre a fabricante de equipamentos e a empresa de engenharia, envolvendo desde a compra de equipamentos da HDI, desenvolvimento de novas ferramentas de perfuração e até o intercâmbio para treinamentos dos profissionais. Com a experiência adquirida, as duas empresas encontraram oportunidades no mercado e conquistaram projetos mais complexos, agregando novas tecnologias aos canteiros de obras no Brasil.”

● Gerson Peres Rebello, diretor da Unigets Seguros “Quinze anos como INTECH Engenharia e outras décadas prestando relevantes serviços para o engrandecimento de nosso País. E para nós da Unigets Seguros é motivo de muito orgulho poder acompanhá-los e assistir muito de perto o trabalho de profissionalismo e altissima competência.
Parabéns ao corpo diretivo bem como a toda equipe pela trilha luminosa que a empresa vem descrevendo.”

● Jefferson Carvalho, Gerente de Certificações da Rina Brasil

“A INTECH Engenharia nos contatou no início de 2009 para obter as certificações do Sistema de Gestão Integrada, um procedimento estratégico e requerido por muitos clientes do setor de petróleo e gás.
Fui pessoalmente à empresa, conheci a diretoria e participei da auditoria, que comprovou a competência e o compromisso de gestão. A partir daí, estabelecemos uma parceria com respeito mútuo. A INTECH é uma empresa madura, aberta a sugestões e novidades, com um approach interpessoal saudável com todos os colaboradores. Parabenizo a todos da INTECH pelo aniversário, e espero repetir o depoimento daqui a outros 15 anos.”

● João Carlos de Souza Meirelles, presidente do Cluster de Bioenergia

“Tenho enorme admiração pela INTECH Engenharia e a família Jardim, principalmente pelo seu valor humano. Os líderes da empresa pautam-se pelos princípios de respeito ao ser humano e à vida. Esse é o pilar da engenharia, desenvolvendo inovação no segmento de furos direcionais.

Outro ponto de admiração é a preocupação dos dirigentes em contribuir permanentemente com a engenharia brasileira, através de entidades de classe, reunindo empresas de engenharia para colaborar com a evolução tecnológica, junto aos agentes de petróleo, por intermédio da Abrapet.

Concluo parabenizando a iniciativa da INTECH e a família Jardim para implantar um pólo de bionergia, por intermédio do cluster, no Estado Mato Grosso.”

● Kazumi Miura, diretor técnico da Niko Exploração e Produção de Petróleo LTDA.

“Conheço a INTECH Engenharia desde a sua fundação e o seu nascimento foi contemporâneo à abertura do mercado brasileiro para a exploração de petróleo. Tivemos a oportunidade de participarmos juntos de alguns projetos realmente inovadores e criativos, como o Projeto Cáceres, no Mato Grosso. Desde então tenho acompanhado de perto os projetos da INTECH, que têm crescido muito, apesar de algumas turbulências momentâneas. Gostaríamos de participar desta festa de aniversario da INTECH, dar os nossos parabéns, os votos de muitas felicidades para todos os funcionários da casa e sucesso para os próximos 15, 30, 60 anos vindouros com muitas atividades, muita tranquilidade e paz.”

● Miro Moraes, Néctar Corretora de Seguros

“Nossa relação com a INTECH Engenharia tornou-se um tanto pessoal, chegamos por indicação de um cliente e construímos uma parceria que tem como base a confiança. Já se passaram alguns anos e somos gratos em poder fazer parte da família INTECH.

O que mais me chama a atenção, pelo menos na área onde trabalho, é a preocupação da empresa em sempre oferecer o melhor a seus funcionários.”

● Marcos Guerrero, engenheiro e sócio proprietário da Romtec

“15 anos atuando com ética e responsabilidade em um setor tão competitivo faz da INTECH referência no mercado nacional de perfuração. E nós da Romtec temos imenso orgulho de fazer parte desta história. Parabéns à Intech e a todos os seus colaboradores pelos 15 anos de existência!”.

● Mariano Torres Garcia, presidente da Ditch Witch Brasil

“No dia em que sua empresa cumpre 15 anos de jornada, nós da Ditch Witch Brasil, queremos parabenizar os diretores da INTECH Engenharia e todos seus colaboradores pelo trabalho duro e suas conquistas até aqui. Parabéns pelo trabalho sério que vocês vêm desenvolvendo. Resultados de uma empresa sempre preocupada com a manutenção preventiva de suas máquinas, contando sempre com colaboradores altamente treinados e buscando sempre incorporar as últimas tecnologias disponíveis no mercado mundial. Nossos caminhos se cruzaram há sete anos e para nós da Ditch Witch, empresa líder mundial em perfuratrizes e sistemas de localização, é uma honra trabalhar em parceria com uma empresa como a Intech.”

● Paulo Dequech, presidente da ABRATT (Associação Brasileira de Tecnologia não Destrutiva) e diretor da Sondeq

“A INTECH Engenharia integra a ABRATT desde 1999, e seus diretores participam do conselho da associação desde seu início. Não poderia ser diferente, já que a empresa é um dos principais players do mercado, com equipamentos de alta tecnologia e profissionais capacitados.”

● Paulo Saldanha, gerente de construção da Camargo Corrêa

"A INTECH Engenharia é uma empresa séria que cumpre com suas obrigações contratuais, entregando seu trabalho sempre com a qualidade desejada."

● Raelison Novaes, supervisor no Brasil da Prime

"Parabéns à Intech Engenharia pelos 15 anos de muito trabalho e inovação, sempre aceitando grandes desafios em busca de excelência nos seus serviços. A Prime Horizontal está muito feliz por seguir se desenvolvendo com esta grande parceira no HDD!”.

● Ralph Lima Terra, vice-presidente executivo da Abdib

“Convivo e acompanho a evolução da INTECH desde a sua fundação. É uma empresa série que, em 15 anos, conseguiu marcar presença no cenário industrial brasileiro de forma competente, sempre valorizando a ética e os aspectos sociais.”

● Reid Dixon, gerente global da M-I SWACO Mining & Waterwell

“É com muita alegria que nós da M-I SWACO parabenizamos a todos da INTECH Engenharia por estes 15 anos de atividades. A M-I SWACO tem orgulho da sólida parceira que construímos com a INTECH, iniciada ainda no ano 2000, e que na verdade se confunde com a História da introdução da técnica de perfuração direcional horizontal no Brasil. Importante comentar o comprometimento e interação de toda a equipe da M-I SWACO e da INTECH, que ao longo destes anos se dedicaram para de fato consolidar esta parceria. Vale também ressaltar aqui a visão e liderança dos Srs. Eduardo de Almeida Poyares Jardim e Carlos Fugazzola Pimenta, que sempre empenharam todos os esforços a fim de prover seus clientes do que existe de melhor em qualidade de produtos e serviços. Por fim, aproveitamos para mais uma vez renovar nosso votos de que esta parceira se fortaleça ainda mais, e que muitos aniversários ainda teremos para comemorar.”

● Renato de Almeida P. Mendes, presidente da Azevedo & Travassos

“Trabalho com a INTECH há vários anos. Já realizamos diversos trabalhos em conjunto, sempre acompanhados por um grande profissionalismo de ambas as partes. Acompanho a empresa desde o seu nascimento e hoje só posso parabenizá-los pelo serviço de excelência realizado ao longo desses 15 anos”.

● Wendel Inácio, sócio na Olivo e Inácio Sociedade de Advogados

“Admiramos a forma de trabalho da INTECH Engenharia, em especial por prezar por boas práticas de governança corporativa e propiciar um bom ambiente de trabalho. É uma honra tê-la como cliente. Parabéns pelos seus 15 anos.”

Voltar ao Topo

Também queremos convidar a comunidade que nos acompanha para compartilhar suas opiniões.

Deixe seu depoimento:

Voltar ao Topo

ESCRITÓRIO SÃO PAULO

Av. Adolfo Pinheiro, 1010 - cj 52
CEP 04734 002 - São Paulo - SP - Brasil
TEL: 55 (11) 2129-2100
FAX: 55 (11) 2129-2121

ESCRITÓRIO RIO DE JANEIRO

Av. Rio Branco, 156 - cj 1007
CEP 20040-901 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Intech Enegenharai Empresa Certificada
Copyright © Intech Engenharia - Todos os direitos reservados.