WEB News

Versão digital do Jornal Impresso INTECH News

Dezembro - Janeiro - Fevereiro / 2013 / Ano 3 / Número 9

BEM ESTAR

Animais de estimação fazem bem ao dono

Especialistas ressaltam os benefícios dessa relação de amizade



O homem domesticou cão e gato há pelo menos 10 mil anos. Aos poucos, eles tornaram-se companheiros inseparáveis e essa relação foi evoluindo ao longo do tempo. Para quem não tem um companheiro de duas, quatro ou mesmo nenhuma pata, está na hora de adotar um. Um estudo feito esse ano pela Associação Psicológica dos Estados Unidos, publicado no Journal of Personality and Social Psychology, concluiu que conviver com um animal doméstico, os também chamados pets, é uma importante ferramenta de suporte social, que nos traz benefícios físicos e psicológicos.

A pesquisa foi dividida em três etapas, sendo que a primeira envolveu uma série de perguntas para dois grupos de pessoas: os donos de pets e pessoas que não possuem nenhum tipo de animal doméstico. O resultado não poderia ser diferente, indicando que pessoas que possuíam algum tipo de bicho de estimação eram menos solitárias, tinham uma autoestima mais elevada, eram mais extrovertidas e se aproximavam das pessoas com mais facilidade. O segundo teste focou apenas nos donos de cães e foram repetidas as análises anteriores, adicionando-se algumas perguntas sobre a relação entre o cão e o dono, além da avaliação comportamental de ambos. Os resultados comprovaram que os cães mais ativos, menos agressivos e de personalidade mais alegre eram vistos de forma melhor por seus donos, trazendo bem-estar a eles.

Em uma terceira etapa, os participantes foram induzidos a descreverem situações negativas que passaram em suas vidas e que os fizessem sentir socialmente isolados e solitários. Em seguida, eles tiveram que escrever sobre o animal de estimação e o melhor amigo, descrevendo a relação com cada um. Descobriu-se, então, que os animais podem compensar algum tipo de rejeição tão bem quanto um melhor amigo humano. Portanto, os pets podem ser grandes amigos em momentos difíceis, ajudando psicológica e fisicamente a seus donos.



O mercado de animais de estimação



- Setor movimentará R$ 12,4 bilhões em 2012, de acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação (Anfalpet).

- Desse total, 66% corresponde ao faturamento dos fabricantes de alimentos para pets.

- Os brasileiros teriam cerca de 78 milhões de pequenos bichos (gatos, cães, peixes, pássaros, entre outros.

- O setor de pets geraria 220 mil empregos diretos no País (2009).

CONTEÚDO EXCLUSIVO DO SITE

Animais também fazem bem ao coração


Outro estudo, também originário dos Estados Unidos, indica que conviver com animais ajuda a controlar o estresse, diminuir a pressão arterial e ainda reduz o risco de problemas cardiovasculares. Os dados são da revista Viva Saúde, que cita o American Journal of Cardiology, como fonte. Segundo a publicação, a pesquisa foi realizada na Austrália e mostrou que pessoas com animais de estimação frequentam menos os hospitais e requerem um número menor de medicação do que as que não tem um pet em casa. A interação com animais também reduziria os problemas como depressão, solidão e ansiedade.

No Brasil, ainda de acordo com a revista, os bichos de estimação podem ocupar um espaço ainda mais importante, pois poderiam substituir a companhia dos filhos e netos no caso dos idosos. A publicação cita a opinião da psicóloga e psicanalista Sara Gradel, formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), do Rio de Janeiro. Segundo ela, a “grande e mais importante função do pet é estabelecer uma relação afetiva”.

 

Voltar

ESCRITÓRIO SÃO PAULO

Av. Adolfo Pinheiro, 1010 - cj 52
CEP 04734 002 - São Paulo - SP - Brasil
TEL: 55 (11) 2129-2100
FAX: 55 (11) 2129-2121

ESCRITÓRIO RIO DE JANEIRO

Av. Rio Branco, 156 - cj 1007
CEP 20040-901 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Intech Enegenharai Empresa Certificada
Copyright © Intech Engenharia - Todos os direitos reservados.